sábado, 10 de fevereiro de 2018

Projeto pretende tipificar invasões de grupelhos como terrorismo

Novo post em ONGDIP
https://ci4.googleusercontent.com/proxy/gy_rlH38dV_yRfgy3705PFGyRaiVRDQfysWLL1dwfLnszlhQhweXjL1l0O-Mx3znP-q0qO3rToBzLeWyriceEJ0Q13HeE_QTtHTGFIThaKM0kFzLJ0r1Rg=s0-d-e1-ft#https://ongdip.files.wordpress.com/2017/08/cropped-ongdip.jpg?w=32


por ongdip
Acaba de ser protocolado na Câmara um projeto de lei para que as invasões de "imóveis urbanos ou rurais" pelos ditos movimentos sociais sejam encaradas como terrorismo.
Na justificativa da proposta - à qual O Antagonista teve acesso em primeira mão -, o autor dela, deputado Jerônimo Goergen, do PP do Rio Grande do Sul, diz que "tem-se por imperiosa" uma reforma da Lei Antiterrorismo, criminalizando "o abuso do direito de articulação de movimentos sociais".
O parlamentar afirma, ainda, que a finalidade desses grupos ao invadir prédios e fazendas é "provocar terror social ou generalizado".
Por fim, Jerônimo defende que é preciso "colocar um paradeiro no clima de guerrilha" instalado no país.
A depender de colegas como Rogério Marinho, o projeto tem tudo para tramitar com rapidez.


Nenhum comentário: